fbpx

Cursos de Pós-Graduação

Farmácia Oncológica e Cuidado Farmacêutico em Oncologia

O curso tem como objetivo capacitar farmacêuticos para atuar na área de oncologia, oferecendo subsídios de farmacologia clínica, farmacoterapia, farmacovigilância, cuidado farmacêutico, farmacotécnica, garantia da qualidade e legislação em oncologia, de forma a prepará-los para o exercício de uma prática farmacêutica de qualidade em Unidades de Saúde, considerando tanto as atividades técnicas de manipulação correta e segura de agentes antineoplásicos quanto as relacionadas ao cuidado, envolvendo todas as etapas do processo assistencial a pacientes em tratamento do câncer.
Os conteúdos das disciplinas são desenvolvidos de forma integral e integrada e aplicados ao contexto da prática farmacêutica em Oncologia, tanto no âmbito hospitalar quanto nos âmbitos ambulatorial e domiciliar, envolvendo aspectos relacionados à gestão e à assistência.
Os Cursos de Pós-graduação em Nível de Especialização tem como principal objetivo atender demandas reais e dirigidas do mercado de trabalho, assumindo contornos de pós-graduação profissionalizante e acadêmica. Servem para adaptar, num primeiro momento, os egressos de cursos superiores de graduação às funções exigidas pela estrutura do cenário corporativo das empresas.
Curso de Pós-graduação ou Título de Especialista ou Residência ou Experiência mínima de 03 anos de atuação na área são exigências do Conselho Federal de Farmácia para que o farmacêutico atue em oncologia (Resolução Nº 640 de 27 de abril de 2017).

Presencial / Presencial Transmitida ao Vivo Turma Início das Aulas
(Aulas Presenciais + Aulas Transmitidas ao Vivo + Aulas Gravadas) 09 02/Julho/2021
Dias e Horários (GMT – 03h00) Brasília
Aulas em Um Final de Semana ao Mês Sexta-Feira (18h30 às 22h30)
Sábado (09h às 18h)
Domingo (08h às 17h)

Valor e Formas de Pagamento Inscrição Online (Brasil) Inscrição Online (Internacional)

  • Perfil Profissional / Mercado de Trabalho

    A significativa alteração na demografia mundial, em função da redução das taxas de mortalidade e natalidade e o aumento da expectativa de vida e de envelhecimento populacional, determinou uma modificação significativa nos padrões de saúde e doença no mundo, conhecida como Transição Epidemiológica. Tal transição é caracterizada por alteração no perfil de morbimortalidade, com queda da taxa de doenças infecciosas e aumento das doenças crônico-degenerativas, em especial, as doenças cardiovasculares e o câncer.
    O câncer é um importante problema de saúde pública em nível mundial e está entre as quatro principais causas de morte prematura (antes dos 70 anos de idade) na maioria dos países e sua incidência e mortalidade vêm crescendo com o envelhecimento da população mas, também, pela alteração nos fatores de risco para a doença, em especial os relacionados à melhoria das condições socioeconômicas acompanhada de hábitos e atitudes associados à urbanização (sedentarismo, alimentação inadequada, entre outros. No Brasil, a estimativa para cada ano do triênio 2020-2022, aponta a ocorrência de 625 mil novos casos de câncer (Instituto Nacional do Câncer – Estimativa 2020).
    A Oncologia, uma especialidade recente, ainda não conta com número suficiente de profissionais, em todas as áreas do conhecimento, capacitados para fazer frente à demanda crescente dos serviços de saúde. O farmacêutico, bem preparado para atuar nessa área, encontra um mercado de trabalho ascendente e com boas oportunidades de carreira.
    Segundo a Sociedade Brasileira de Farmacêuticos em Oncologia (SOBRAFO): “A exemplo de outras áreas da Farmácia, a atuação em oncologia começou a ser delineada a partir de 1990, com base em normativas internacionais e trabalhos implementados em grandes centros hospitalares que passaram a identificar desde os riscos ocupacionais e ambientais até a exigência de rigorosa técnica asséptica para a manipulação de medicamentos complexos”.
    As terapias oncológicas são consideradas criticas por utilizarem doses terapêuticas muito próximas das doses tóxicas e se destinarem a pacientes imunossuprimidos pela doença ou pelo próprio tratamento. A tarefa da manipulação criteriosa dessas doses gerou a necessidade do estabelecimento de rotinas e adequação de áreas físicas específicas e dedicadas, demandando ao farmacêutico um intenso aperfeiçoamento técnico.
    Além disso, na última década, tem crescido a demanda por atuação clínica de farmacêuticos, tanto em Unidades de Internação, quanto em Unidades Ambulatoriais e em domicílios, o que torna obrigatória a capacitação desses profissionais para que possam atuar de forma resolutiva e qualificada no acompanhamento dos resultados farmacoterapêuticos dos pacientes submetidos à terapia antineoplásica.
    Assim, o farmacêutico capacitado para atuar em oncologia pode trabalhar, no âmbito gerencial, assistencial e farmacotécnico, em clínicas especializadas em tratamento oncológico, em hospitais de grande, médio e pequeno porte, dedicados exclusivamente ou não ao atendimento de pacientes oncológicos, desenvolver programas de prevenção, exercer a docência ou realizar pesquisas em universidades e outros centros de estudo. Esta especialização proposta pelo Instituto Racine com olhar abrangente, capacitará o profissional para contribuir com a assistência integral ao paciente.
    Em todas as áreas de atuação profissional a especialização é fundamental, no entanto, no caso da oncologia, ela é ainda mais necessária, não só para o desenvolvimento da carreira, mas também para que o profissional conheça os recursos e as descobertas científicas que vem sendo intensamente exploradas nas áreas Farmacêutica e da Genética, que são determinantes para a ampliação das opções terapêuticas para atender as necessidades dos pacientes com câncer.

    A Quem se Destina

    Farmacêuticos que atuam ou desejam atuar na área de oncologia, tanto na prestação de serviços assistenciais aos pacientes, quanto na prestação nos serviços de gestão e de farmacotécnica oncológica. Indicado, também, a docentes de cursos de graduação e de pós-graduação em Farmácia.

  • Competências Desenvolvidas no Egresso

    Ao término do curso, o profissional será capaz de:

    • Orientar o paciente e seus familiares em relação às condutas a seguir na administração de medicamentos e na manifestação de eventos adversos;
    • Conhecer as bases da farmacologia, farmacologia clínica e farmacoterapia do câncer de forma a aplicá-las para a tomada de decisões clínicas e gerenciais no âmbito da oncologia;
    • Compreender as bases epidemiológicas, genéticas e moleculares do câncer, bem como as bases da oncologia clínica;
    • Prestar assistência a pacientes submetidos a Transplante de Medula Óssea, interagindo com a equipe de cuidado e com os outros profissionais envolvidos com esta modalidade de tratamento;
    • Atuar em equipe multidisciplinar de atendimento ao paciente de forma integrada, resolutiva e com foco na segurança do paciente;
    • Analisar e notificar suspeitas de eventos adversos com medicamentos antineoplásicos;
    • Aplicar as Boas Práticas Assistenciais em Oncologia no atendimento ao paciente pediátrico e idoso, considerando suas características e particularidades;
    • Realizar conciliação medicamentosa na admissão, na internação e na alta hospitalar;
    • Estruturar serviço de acompanhamento farmacoterapêutico ao paciente oncológico;
    • Manipular agentes antineoplásicos com exatidão e segurança;
    • Estruturar uma Central de Medicamentos Antineoplásicos em Unidades de Saúde, seguindo as normativas vigentes;
    • Implantar métodos operacionais e gerenciais em Unidades Oncológicas com finalidade de otimizar os recursos humanos e materiais disponíveis.
  • Temas Desenvolvidos no Curso

    Programa do Curso Carga Horária
    Bases da Oncologia: Histórico e Epidemiologia das Neoplasias; Bases Genéticas e Moleculares do Câncer; Modalidades de Tratamento do Câncer: Quimioterapia, Radioterapia e Cirurgia; Pesquisa Clínica em Oncologia. 23h
    Fundamentos da Farmacologia Oncológica: Agentes Antineoplásicos e de Suporte; Biossimilares em Oncologia; Classes Especiais de Medicamentos em Oncologia: Farmacologia da Dor em Oncologia; Antineoplásicos Orais; Radiofármacos em Oncologia; Vias Usuais e Especiais de Administração de Antineoplásicos. 44h30min
    Farmacoterapia de Neoplasias Prevalentes em Adultos e Crianças: Oncologia Clínica: Estadiamento, Avaliação do Paciente Oncológico, Métodos Diagnósticos e Propostas de Tratamento; Medicina Baseada em Evidências; Medicina de Precisão em Oncologia; Avaliação da Prescrição de Medicamentos Antineoplásicos e de Suporte; Farmacoterapia de Tumores Sólidos; Farmacoterapia de Tumores em Hematologia.
    Seminário Interdisciplinar Farmacoterapia Oncológica.
    52h30min
    Boas Práticas Clínicas Farmacêuticas em Oncologia: Conceitos em Farmácia Clínica e Atenção Farmacêutica e Cuidado Farmacêutico; Farmácia Clinica em Oncologia; Semiologia e sua Aplicação à Prática Farmacêutica; Interpretação de Exames Laboratoriais em Oncologia; Acompanhamento Farmacoterapêutico ao Paciente Oncologico; Farmacovigilância em Oncologia; Conciliação de Medicamentos na Admissão, Internação e Alta Hospitalar; Assistência Farmacêutica a Pacientes em Uso de Antineoplásicos Orais.
    Discussão de Casos Aplicada à Prática Clínica em Oncologia.
    83h15min
    Boas Práticas Farmacotécnicas em Oncologia: Requisitos Estruturais e Humanos de uma Unidade de Preparo de Medicamentos Antineoplásicos Injetáveis; Biossegurança, Controle e Garantia de Qualidade na Central de Misturas.
    Estudo de Casos em Central de Misturas.
    Simulação de Preparo de Antineoplásicos.
    32h
    Fundamentos de Gestão da Farmácia Oncológica: Gestão da Qualidade, Acreditação e Certificação em Oncologia; Gerenciamento de Risco e Segurança do Paciente em Oncologia; Qualificação de Fornecedores, Logistica e Gerenciamento de Recursos Humanos e Materiais; Farmacoeconomia em Oncologia; Judicialização em Oncologia.
    Estudo de Casos em Gestão.
    Gerenciamento de Risco, Segurança do Paciente.
    Farmacoeconomia e Judicialização.
    29h
    Bases Humanísticas do Cuidado ao Paciente Oncológico: Abordagem dos aspectos sociais, culturais, humanísticos relevantes nos casos do adoecimento por câncer nas diversas fases da vida, levando em consideração o atendimento em ambiente hospitalar, ambulatorial e domiciliar.
    Relacionamento Interprofissional da Equipe de Cuidado do Paciente Oncológico.
    Simulação de Entrevista com o Paciente, Família e Cuidador.
    28h
    Assistência Multiprofissional em Oncologia: Atendimento Integral ao Paciente Oncológico; Pratica Humanizada em Oncologia; Atendimento a Pacientes Oncológicos no Sistema Ùnico de Saúde (SUS); Oncogeriatria; Oncopediatria; Transplante de Medula Óssea; Cuidados Paliativos em Oncologia; Emergências Oncológicas.
    Estudo de Casos Equipe Multiprofissional.
    49h15min
    Desenvolvimento e Apresentação do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC): Pesquisa Científica: Aspectos Metodológicos; Bibliotecas Virtuais em Saúde: Pesquisa em Base de Dados; Atividades de Apoio para a Elaboração e Apresentação do TCC. 38h30min
    CARGA HORÁRIA TEÓRICA 380h
    Trabalho de Conclusão de Curso: Elaboração do Trabalho à distância. 60h
    CARGA HORÁRIA TOTAL
    As cargas horárias das aulas poderão sofrer alterações, em beneficio da formação dos alunos, em função da necessidade de atualização de conteúdo ao longo do curso
    440h


    É uma prerrogativa institucional, inverter disciplinas e temas de aula, substituir docentes, assim como alterar datas, de acordo com a construção do calendário e também da disponibilidade de auditórios da instituição, respeitando a carga horária total do curso. Nestas situações, os alunos serão informados com antecedência, exceto em casos fortuitos ou de força maior.

  • Coordenação

    Káthia Ferraro Lopes
    Farmacêutica graduada pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas das Faculdades Oswaldo Cruz. Especialista em Farmácia em Oncologia pela Sociedade Brasileira de Farmacêuticos em Oncologia (SOBRAFO) e membro desde 2000. Especialista em Docência no Ensino em Saúde pelo Instituto de Ensino e Pesquisa Albert Einstein. Mestranda na Universidade Federal de São Paulo em Ensino nas Ciências da Saúde. Possui 28 anos de experiência em Farmácia em Oncologia e Central de Misturas, atuando em instituições como Hospital A.C. Camargo, Hospital Albert Einstein, Hospital Samaritano e empresas como Farmoterápica e Clínica de Oncologia. Participou da elaboração dos Guias sobre Preparo de Medicamentos Antineoplásicos e Guia para Notificação de Reações Adversas pela SOBRAFO e outros. Coordenadora e Docente do Instituto Racine.

    Curadoria

    Maria Denise Ricetto Funchal Witzel
    Farmacêutica, graduada pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Mestre em Saúde Pública pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo. Especialista em Farmácia Hospitalar pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Possui Curso de Aprimoramento em Farmácia Clínica pela Universidade do Chile e em Farmácia Hospitalar pela Universidade de São Paulo. Possui onze (11) anos de experiência em Farmácia Hospitalar, cinco (05) anos em Farmácia Comunitária e, desde 1998, atua em Coordenação de Cursos Intensivos e de Pós-Graduação na Área Farmacêutica. Participa da Coordenação Científica dos Seminários Internacionais de Farmácia realizados pelo Instituto Racine desde 2004, no Chile, Portugal e Espanha. É Coordenadora das Comissões Científicas dos eventos promovidos pelo Instituto Racine. Participante de diversos congressos nacionais e internacionais na área hospitalar e em assistência farmacêutica como ministrante de cursos, palestras e apresentação de trabalhos científicos. Autora de capítulo do livro Farmácia Clínica e Atenção Farmacêutica, tradutora do livro Atenção Farmacêutica: Conceitos, Processos e Casos Práticos, coordenadora e revisora do livro Atenção Farmacêutica: da Filosofia ao Gerenciamento da Terapia Medicamentosa. Gerente Acadêmica no Instituto Racine.

    Corpo Docente

    Os professores que integram o corpo docente dos cursos do Instituto Racine de Educação Superior são titulados e/ou qualificados, congregando competências técnicas e humanistas à visão sistêmica das perspectivas socioambientais e mercadológicas das áreas em que atuam. São doutores, mestres, especialistas e/ou docentes com vasta experiência profissional.

    Método de Ensino e Aprendizagem

    O método de ensino e aprendizagem está baseado em um planejamento didático-pedagógico que congrega diversas formas de estudo para compor a carga horária total do curso. Assim, o aluno terá como desenvolver seu conhecimento a respeito dos temas constantes do conteúdo programático do curso por meio de aulas presenciais, aulas com transmissão ao vivo, aulas gravadas, exercícios dirigidos, exercícios de fixação do conhecimento, estudos de caso, materiais de leitura complementar, avaliações do conhecimento adquirido, entre outros. Essa diversidade de formas de estudo contribui para que o aluno seja um agente ativo em seu próprio aprendizado, desde que haja participação efetiva em todas as atividades propostas no projeto pedagógico do curso.
    As atividades planejadas nas aulas contribuem para a consolidação do conhecimento adquirido e permitem aos profissionais uma discussão ampla e qualificada dos estudos de caso propostos.

    Certificação

    O Cursos de Pós-graduação Latu sensu em Nível de Especialização é regulamentado pela Resolução CNE/CES nº 01 de 06 de abril de 2018 do Conselho Nacional de Educação. São cursos direcionados a profissionais concluintes de cursos superiores (cursos de graduação e de tecnólogo), conferindo aos seus egressos o nível de especialização. Estes cursos oferecem informações e conhecimentos aplicáveis à prática profissional e, ainda, pela titulação acadêmica conferida, atendem os requisitos que, normalmente, são exigidos para ingressar na docência em instituições de ensino, para atuar em determinados ambientes de trabalho e/ou para conferir pontuação em concursos públicos. Os Cursos de Pós-Graduação Lato sensu em Nível de Especialização são oferecidos pelo Instituto Racine de Educação Superior (Racine), Instituição devidamente credenciada como Faculdade no Ministério da Educação (MEC), sob código nº 18698, por meio do Cadastro Nacional de Cursos e Instituições de Educação Superior (e-MEC).

    Critérios de Aprovação e Certificação

    Farão jus ao Certificado de Conclusão de Curso, os alunos que tiverem obtido nota de aproveitamento de, pelo menos, 7,0 (sete), segundo os critérios de avaliação previamente estabelecidos no projeto pedagógico do curso, frequência de, pelo menos, 75% (setenta e cinco por cento) em cada disciplina e entrega e aprovação de Trabalho/Projeto de Conclusão de Curso (TCC), com nota de, pelo menos, 7,0 (sete).


Facebook
LinkedIn
Instagram