fbpx

Desenvolvimento de Embalagem

Produtos Cosméticos e Farmacêuticos

O curso tem como objetivo capacitar profissionais para conduzir ou participar do ciclo de desenvolvimento e viabilização de diferentes tipos de embalagens para produtos cosméticos e farmacêuticos, desde a concepção conceitual da ideia original até a entrega do projeto definido para a área operacional, cuja atividade envolve inúmeras técnicas de desenvolvimento, materiais, processos e tecnologias empregadas na sua fabricação. Visa, também, apresentar e discutir as características do mercado, a regulação vigente, os estudos de viabilidade técnica, operacional e econômica, os procedimentos de testes e ensaios para qualificação, o controle da qualidade, os equipamentos de envase e embalagem e a sustentabilidade.

Os Cursos de Pós-graduação em Nível de Aperfeiçoamento visam à melhoria de desempenho profissional em uma ocupação específica, a fim de atender às exigências do contexto em que está inserida, assumindo condição de degrau na escala do processo de educação continuada e não equivalem a cursos de especialização.

Transmitida ao Vivo Turma Início das Aulas
Transmitida ao Vivo em Sala Virtual 01 13/Maio/2021
Dias e Horários (GMT – 03h00) Brasília
Aula Semanal Quinta-Feira (18h30 às 22h30)
Sexta-Feira (18h30 às 22h30)
Sábado (09h às 18h)
Domingo (08h às 12h)

Valor e Formas de Pagamento Inscrição Online (Brasil) Inscrição Online (Internacional)

  • Perfil Profissional / Mercado de Trabalho

    É inegável a importância da embalagem no mercado de bens e consumo, visto que esta faz parte da concepção e da identidade do produto. Além de acondicionar, identificar, caracterizar, facilitar o uso e proteger os produtos, as embalages influenciam os consumidores em suas decisões de compra. As atividades técnicas, operacionais e administrativas de Desenvolvimento de Embalagem são consideradas partes de um processo multidisciplinar em virtude da ampla gama de materiais, tecnologias e apelos comerciais envolvidos em sua escolha, concepção e fabricação.
    O mercado de trabalho neste segmento carece de profissionais com conhecimentos técnicos, operacionais e acadêmicos abrangentes sobre a temática para atuar de maneira efetiva no Desenvolvimento de Embalagens na cadeia indústrial cosmética e farmacêutica.

    A Quem se Destina

    Farmacêuticos, Químicos, Engenheiros Químicos, Engenheiros Mecanicos, Engenheiros de Materiais, Tecnólogos e demais profissionais graduados que atuam ou desejam atuar, direta ou indiretamente no desenvolvimento e controle de qualidade de embalagens para uso em produtos de cosméticos e farmacêuticos. Indicado, também, para docentes de cursos de graduação das áreas relacionadas.

  • Competências Desenvolvidas no Egresso

    Ao término do curso, o profissional será capaz de:

    • Pesquisar, orçar, selecionar e recomendar o tipo mais adequado de embalagem para o produto em desenvolvimento, quanto aos requisitos e características de materiais, custos, produtividade, reciclabilidade, processo de fabricação, impressão e decoração;
    • Elaborar especificações técnicas dos matérias de embalagem;
    • Acompanhar, junto aos fornecedores, o desenvolvimento e o processo tecnológico de produção/transformação da embalagem;
    • Avaliar tecnicamente os pontos de controle de qualidade de embalagem e seu desempenho;
    • Acompanhar o desenvolvimento e os ensaios dos materiais de embalagem realizados em laboratório;
    • Assessorar as áreas de Marketing e Assuntos Regulatórios quanto aos requisitos de rotulagem e registro sanitário;
    • Recomendar o tipo de equipamento de envase e acompanhar a fabricação de lotes piloto junto à linha de produção.
  • Temas Desenvolvidos no Curso

    Programa do Curso Carga Horária
    Introdução ao Universo da Embalagem: Cenário Econômico do Mercado de Embalagem no Brasil e no Mundo; Origem e Evolução Histórica das Embalagens; Os Materiais de Embalagem e suas Aplicações Típicas; Legislação Aplicável à Rotulagem. 12h
    Funções da Embalagem e de seus Componentes: Funções de Embalagens bem Sucedidas: Identificação e Exemplificação; Classificação dos Sistemas de Embalagem; Aplicação Típica dos Vários Modelos e Categorias de Embalagem Disponíveis (Frascos, Garrafas, Potes, Bisnagas, Latas, Sachets, Pouches, Aerossois, entre outras). 8h
    Processo de Desenvolvimento de Embalagens: Briefing do Projeto de Embalagem para Início de seu Desenvolvimento; Noções de Criação e Design de Embalagens; Concepção do Eco-Design Aplicado a Embalagens; Etapas do Desenvolvimento de Embalagem para Lançamento e/ou Atualização de Produtos Cosméticos e Farmacêuticos; Sinergia e Interações Interdepartamentais durante o Desenvolvimento; Estudos de Viabilidade; Desenvolvimento de Projetos e Protótipos de Embalagem; Importância da Cor dos Componentes da Embalagem; Embalagens Promocionais; Tendências de Consumo e Inovações; Seleção de Fornecedores; Avaliação de Necessidade de Adequação/Aquisição de Equipamentos para as Operações de Envase e Embalagem; Interface entre as Características da Formulação, Materiais e Formato de Embalagem; Embalagem Terciária ou de Embarque.
    Estudo de Casos de Desenvolvimento de Embalagens Notáveis Premiadas/Simulação de Desenvolvimento de Embalagem Cartonada e Execução de Protótipo Real 3D.
    36h
    Principais Materiais de Embalagem e seus Processos Tecnológicos de Fabricação: Materiais Celulósicos (Papel/Cartão/Papelão Ondulado); Principais Processos de Impressão em Embalagens Celulósicas: Off-set, Flexografia, Rotogravura, Impressão Digital, Corte-Vinco, Acabamentos Gráficos. Embalagem Terciária ou de Embarque; Tipos de Vidros (Frascos, Potes, Garrafas, Flaconetes e Ampolas); Principais Processos de Decoração em Embalagens de Vidro: Serigrafia (silk-screen), Decal Ceramico, Spray Painting e Metalização a Vácuo; Materiais Metálicos (Aço e Alumínio); Polímeros Termoplásticos (PET, PP, LDPE, HDPE, PS, PVC, SAN, ABS, NYLON, Acrílico, Ionômeros, Plásticos de Engenharia, Plásticos Verdes,Biodegradáveis e Reciclados); Principais Processos e Equipamentos de Transformação para Embalagens Plásticas: Injeção, Sopro, Extrusão, Thermoformagem e Laminação; Processos de Impressão/Decoração em Embalagens Plásticas: Off-set, Flexografia, Rotogravura, Impressão Digital, Serigrafia, Tampografia, Shrink-Sleeve, Transfer, Hotstamping e Metalização; Pigmentos, Corantes e Aditivos; Polímeros Termofixos e Elastômeros; Adesivos, Revestimentos, Tintas e Vernizes para Embalagem; Materiais Flexíveis (Filmes, Compostos, Laminados Multicamadas, Shrink e Stretch Films). 32h
    Propriedades Mecânicas, Físico-Químicas, de Barreira e Potencial de Migração dos Principais Materiais de Embalagem: Análise Comparativa das Propriedades dos Materiais Utilizados na Produção de Embalagens e suas Caracateristicas; Tabelas e Gráficos das Propriedades Técnicas dos Materiais de Embalagem; Resistência Mecânica dos Polímeros Termoplásticos e suas Principais Aplicações; Os Fenômenos Físico-Químicos de Absorção, Adsorção, Permeação e Migração nas Embalagens Plásticas; Requisitos e Restrições Sanitárias da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) quanto à Migração de Pigmentos e Aditivos. 12h
    Fundamentos de Metrologia e Caracterização Dimensional de Embalagens: Principais Instrumentos de Medição (Paquímetros, Micrômetros, Escala Graduada, Trena, Metro, Goniômetro, Projetor de Perfis, Gabaritos); Caracterização Dimensional; Dimensionamento Básico e Crítico dos Vários Componentes de uma Embalagem; Interpretação de Desenhos Técnicos e Tolerâncias Aplicáveis; Interatividade Dimensional entre Componentes Acopláveis. 16h
    Testes, Ensaios e Qualificação de Embalagens: Ensaio de Estabilidade e Teste de Compatibilidade da Formulação com a Embalagem Primária; Testes de Aplicação; Testes de Desempenho Funcional e Resistência; Equipamentos, Instrumentos e Métodos de Ensaio para Componentes de Embalagem; Qualificação e Resistência Térmica da Embalagem. 12h
    Máquinas e Equipamentos de Envase para Embalagem de Produtos de Consumo: Produtos Sólidos e em Pó (Modelos Horizontais, Verticais e Sistema Form-Fill-Seal); Produtos Líquidos, Pastosos e em Gel (Máquinas para Envase de Frascos, Potes, Bisnagas, Sachets, Stick-Packs e Flowpacks em Filmes Laminados); Maquinário Auxiliar e Complementar (Emblistadeiras Automáticas, Encartuchadeiras Automáticas, Embaladoras a Vácuo e em Atmosfera Modificada, Codificadoras); Equipamentos para Sistemas de Fechamento de Embalagens em Geral; Modelos de Linhas de Produção Seriada/Automática para Larga Escala; Disposição dos Equipamentos. 12h
    Controle da Qualidade no Recebimento da Matéria-Prima e Implicações da Embalagem no Produto Acabado: Técnicas de Amostragem; Análise por Atributos e por Variáveis; Tabelas de Amostragem segundo Normas Técnicas MIL-STD 105D/105E, ISO 2859/3951 e ABNT NBR-5425/5426/5427; Avaliação e Classificação de Defeitos mais Comuns Encontrados em Embalagens e Implicações no Produto Acabado; Níveis de Qualidade Aceitáveis (NQA); Análise Dimensional dos Requisitos Mensuráveis Especificados; Pontos Críticos de uma Especificação Técnica de Embalagem a Serem Inspecionados; Qualificação de Fornecedores.
    Exercícios de Fixação em Técnicas de Amostragem e Atividades Práticas Demonstrativas de Controle de Qualidade de Embalagem.
    24h
    Embalagem e o Meio-Ambiente: Noções de Sustentabilidade; Impacto do Descarte das Embalagens para o Meio-Ambiente; Ciclo de Vida do Produto e sua Embalagem; Coleta Seletiva e Reciclagem; Simbologia Normatizada para a Identificação dos Materiais para Reciclagem; Rotulagem Ambiental; Logística Reversa; Gestão de Resíduos Sólidos; A Consciência Ecológica Coorporativa e do Consumidor; Economia Circular; As Novas Propostas de Proteção ao Meio Ambiente. Desafios e Tendências Ecologicamente Corretas. 12h
    Apresentação de Projeto de Desenvolvimento de Embalagem. 4h
    CARGA HORÁRIA TOTAL
    As cargas horárias das aulas poderão sofrer alterações, em beneficio da formação dos alunos, em função da necessidade de atualização de conteúdo ao longo do curso.
    180h


    É uma prerrogativa institucional, inverter disciplinas e temas de aula, substituir docentes, assim como alterar datas, de acordo com a construção do calendário e também da disponibilidade de auditórios da instituição, respeitando a carga horária total do curso. Nestas situações, os alunos serão informados com antecedência, exceto em casos fortuitos ou de força maior.

  • Descrição das Atividades Práticas

    Tendências de Materiais e Funcionalidade de Embalagens no Contexto da Sustentabilidade – Aspectos Ambientais, Sociais e de Governança – Environmetal, Social, and Governance (ESG)
    Gisela SchulzingerFundadora da Haus – Cultura de Inovação com Propósito

    Mestranda em Comportamento do Consumidor e Graduada em Comunicação pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM). Docente na ESPM no Curso de Graduação em Design e no Curso de Inovação e Design Thinking. Fundadora da HAUS – Cultura de Inovação com Propósito. Possui mais de 25 anos de atuação em projetos de design estratégico e gestão de marca e embalagens para grandes organizações nacionais e multinacionais. Especialista em Cultura de Inovação, Branding e Estratégia para Negócios Inovadores. Ex-Presidente da Associação Brasileira de Embalagem (ABRE). Eleita Personalidade do Ano 2017 pela Revista Embanews. Membro do Comitê de Estratégia e Inovação da Vedacit. Conselheira do Hub Incríveis, do Centro Brasil Design (CBD) e da Revista ABCdesign. Contribui regularmente com artigos e entrevistas para vários blogs, jornais e revistas especializadas do setor. Ministra palestras nacionais e internacionais e atua com jurada em prêmios e concursos como: D&AD Awards, IF Design Awards, London International Awards, Young Lions Cannes, Prêmio IDEA, BDA, DOW Química Innovation Packaging Awards, Prêmio ABRE, POPAI, ABF, entre outros.

    Descrição das Atividades Práticas

    Atividades práticas demonstrativas de Controle de Qualidade de Embalagem e apresentação de Projeto de Desenvolvimento de Embalagem.

    Coordenação

    Sergio Rubens Tolentino
    Físico, graduado pela Universidade de Santo Amaro e Técnico em Mecânica pela Escola Técnica Federal de São Paulo. Por 30 anos consecutivos ocupou cargos de Supervisão e Gerência do Departamento de Desenvolvimento de Embalagens em grandes multinacionais do setor cosmético, tais como: Avon, Natura, Kolynos e Colgate-Palmolive. Atua desde 2005 como Consultor Sênior Autônomo em Sistemas de Gestão da Qualidade, Gestão de Processos e Boas Práticas de Fabricação junto a indústrias de diversos ramos de atividade. É detentor de Patentes Internacionais de Design de Embalagem e coautor de projetos de embalagem vencedores do “Prêmio Brasileiro de Embalagem – Embanews”. Foi colunista técnico da Revista “Cosmetics & Toiletries” – Edição Brasil, publicando diversos artigos sobre a Embalagem para Cosméticos. Atualmente é Sócio-Diretor da Tolentino’s Consultoria e Treinamentos Empresarial. Coordenador de Curso e Docente do Instituto Racine.

    Curadoria

    Elidia Bagbudarian
    Farmacêutica, graduada pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas das Faculdades Oswaldo Cruz. Mestre em Inovação pela Faculdade de Engenharia Industrial. Especialista em Administração pela Fundação Getúlio Vargas. Especialista em Gestão de Projetos no Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial – SENAC. Possui vinte e seis anos (26) de experiência em Gestão da Produção, Logística, Qualidade, Projetos e Processos em Indústrias Farmacêuticas (Abbott, Boehringer Ingelheim), Cosmética (Natura), Produtos para a Saúde (Salvapé Produtos Ortopédicos) e Consultoria. Diretora Acadêmica do Instituto Racine.

    Corpo Docente

    Os professores que integram o corpo docente dos cursos do Instituto Racine de Educação Superior são titulados e/ou qualificados, congregando competências técnicas e humanistas à visão sistêmica das perspectivas socioambientais e mercadológicas das áreas em que atuam. São doutores, mestres, especialistas e/ou docentes com vasta experiência profissional.

    Método de Ensino e Aprendizagem

    O método de ensino e aprendizagem está baseado em um planejamento didático-pedagógico que congrega diversas formas de estudo para compor a carga horária total do curso. Assim, o aluno terá como desenvolver seu conhecimento a respeito dos temas constantes do conteúdo programático do curso por meio de aulas presenciais, aulas com transmissão ao vivo, aulas gravadas, exercícios dirigidos, exercícios de fixação do conhecimento, estudos de caso, materiais de leitura complementar, avaliações do conhecimento adquirido, entre outros. Essa diversidade de formas de estudo contribui para que o aluno seja um agente ativo em seu próprio aprendizado, desde que haja participação efetiva em todas as atividades propostas no projeto pedagógico do curso.
    As atividades planejadas nas aulas contribuem para a consolidação do conhecimento adquirido e permitem aos profissionais uma discussão ampla e qualificada dos estudos de caso propostos.

    Certificação

    Os Cursos de Pós-graduação em Nível de Aperfeiçoamento são regulamentados pelo Ministério da Educação (MEC), por meio da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996). São cursos direcionados a profissionais concluintes de cursos superiores (cursos de graduação e de tecnólogo), possuem caráter profissionalizante, com a finalidade de aperfeiçoar um conhecimento com o qual o profissional já lida ou pretenda incorporar em seu dia a dia de trabalho. Estes cursos, pela titulação conferida, atendem os requisitos que, normalmente, são exigidos para atuar em determinados ambientes de trabalho. Os Cursos de Pós-graduação em Nível de Aperfeiçoamento, são oferecidos pelo Instituto Racine de Educação Superior (Racine), Instituição devidamente credenciada como Faculdade no Ministério da Educação (MEC), sob código nº 18698, por meio do Cadastro Nacional de Cursos e Instituições de Educação Superior (e-MEC).

    Critérios de Aprovação e Certificação

    Farão jus ao Certificado de Conclusão de Curso, os alunos que tiverem obtido nota de aproveitamento de, pelo menos, 7,0 (sete), segundo os critérios de avaliação previamente estabelecidos no projeto pedagógico do curso, frequência de, pelo menos, 75% (setenta e cinco por cento) em cada disciplina e entrega e aprovação de Trabalho/Projeto de Conclusão de Curso (TCC), com nota de, pelo menos, 7,0 (sete), quando houver.


Facebook
LinkedIn
Instagram