Aperfeiçoamento da Prática Clínica Farmacêutica: um Projeto de Mobilidade Internacional

A Universidade de Granada (UGR) é uma Universidade aberta para o mundo em todas as suas facetas: estudo, ensino, pesquisa, gestão e cooperação com uma longa tradição de cooperação acadêmica internacional caracterizada pelo forte compromisso com o aprofundamento do processo de internacionalização em todas as áreas de formação. Proporciona a cada ano mais de 4.000 vagas para estudantes de graduação e de pós-graduação junto ao programa Erasmus de Intercâmbio Mundial, dados que a colocam como uma das maiores lideranças entre as Universidades Européias quando se trata de mobilidade dos estudantes.

A Faculdade de Farmácia da Universidade de Granada foi criada em 28 de agosto de 1850 e conta com uma ampla vertente de formação profissional, na qual os estudantes podem conduzir seus estudos para a área Farmacêutica (com suas diversas especialidades) ou na área de Nutrição Humana e Dietética e da Ciência e Tecnologia dos Alimentos.

No que se refere à área farmacêutica propriamente dita, a Faculdade de Farmácia da UGR foi pioneira na Europa na realização de estudos voltados à Atenção Farmacêutica, com uma vasta produção científica constituída de teses, dissertações, artigos científicos, livros, manuais, entre outras, com forte relevância acadêmica e profissional.

María José Faus Dáder
María José Faus Dáder

O Método Dáder para a Prática da Atenção Farmacêutica, que leva o nome da Profª Dra. Maria José Faus Dáder, professora catedrática da Faculdade de Farmácia da UGR e sua principal idealizadora, disseminou-se pelo mundo todo, representando hoje um dos métodos mais utilizados pelos profissionais que pretendem implantar a prática clínica farmacêutica, com forte aceitação entre os farmacêuticos clínicos brasileiros.

Desde 1960, a Faculdade de Farmácia da UGR edita de maneira ininterrupta a Revista Ars Pharmaceutica, uma publicação científica de caráter multidisciplinar, no âmbito das Ciências Farmacêuticas em seu sentido mais amplo, com especial ênfase em Tecnologia e Química Farmacêutica, Farmacologia e Atenção Farmacêutica, tendo sido pioneira na Espanha nestas disciplinas. A Revista encontra-se indexada nas Bases de Dados/Diretórios/Repertórios: Dialnet, e-revistas, ERIH PLUS, Google Acadêmico, ISOC (CSIC); International Pharmaceutical Abstrac (IPA); Índice Bibliográfico Espanhol em Ciências da Saúde (IBECS), Latindex, SJR. SciELO, SCImago Journal & Country Rank e Scopus, tendo sofrido adaptações ao longo dos anos para atender a evolução da maioria das revistas científicas, convertendo-se em revista eletrônica de livre acesso, possibilitando ampliação do acesso para investigadores de todos o mundo, o que pode ser comprovado os países e das contribuições originais recebidas.

Com base em uma recomendação feita às Universidades pela Organização Mundial da Saúde para que desenvolvessem atividades docentes e de investigação, que tenham como finalidade preparar profissionais da Farmácia para a implantação de Serviços Farmacêuticos orientados ao paciente, a Faculdade de Farmácia da UGR fundou a Cátedra de Atenção Farmacêutica, que leva o nome da Profª Dra. Catedrática Maria José Faus Dáder. A Cátedra é uma Organização não Governamental (ONG), criada com o objetivo de desenvolver e realizar projetos voltados para a população, no âmbito da Atenção Farmacêutica.

Para tanto, a Cátedra conta com o trabalho permanente do Grupo de Investigação em Atenção Farmacêutica da Universidade de Granada (GIAF-UGR). Este grupo foi criado em 1993 e é composto por aproximadamente 50 membros, entre professores universitários e profissionais de saúde (farmacêuticos, médicos, entre outros), cujo interesse comum é a pesquisa no campo da Atenção Farmacêutica buscando resultados que demonstrem a magnitude dos problemas relacionados com os medicamentos na sociedade, mundialmente considerados problemas de saúde pública, assim como contribuir para o desenvolvimento de uma Nova Tecnologia em Saúde: o Seguimento Farmacoterapêutico, que tem por finalidade detectar, prevenir e resolver problemas farmacoterapêuticos, que possam impactar na qualidade de vida dos pacientes e nos resultados em saúde esperados com o uso de medicamentos. O GIAF-UGR dedica-se, também, ao desenvolvimento de atividades de formação.

Cátedra de Atenção Farmacêutica da Universidade de Granada e Instituto Racine estabelecem acordo para co-realização de cursos no Brasil e na Espanha (2012)

Em julho de 2012, durante a Solenidade de Abertura da 22ª Semana Racine de Atualização em Farmácia, realizada em São Paulo, o Instituto Racine assinou com a Cátedra de Atenção Farmacêutica da Faculdade de Farmácia da UGR, um Protocolo de Colaboração bilateral com o objetivo de fomentar a formação profissional no âmbito da Farmácia Clínica na Europa e na América Latina.

Pioneiro no desenvolvimento e realização de programas educacionais internacionais para farmacêuticos, desde 2001 o Instituto Racine promove atividades de intercâmbio de saberes e experiências entre países, o que demonstra sua vocação em oferecer possibilidades diversificadas de aprendizagem. Esses programas educacionais já beneficiaram mais de 200 participantes advindos de diferentes localidades do mundo.

Assim, o Seminário Internacional de Farmácia Clínica, certificado em parceria pelo Instituto Racine e pela Faculdade de Farmácia da Universidade de Granada, com o apoio da Cátedra de Atenção Farmacêutica e do Grupo de Investigação em Atenção Farmacêutica da Universidade de Granada constitui-se, também, uma iniciativa de Mobilidade Profissional Internacional com foco no Aprimoramento da Prática Clínica Farmacêutica.

Por: Sérgio Slan Zarwar e Denise Funchal Witzel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *