Palestra Online: Problemas Relacionados com Medicamentos

Os medicamentos têm sido desenvolvidos e se utilizam para produzir resultados terapêuticos positivos, porém em qualquer ponto do processo de uso dos medicamentos a Farmacoterapia pode falhar na obtenção dos seus objetivos, causando problemas relacionados com o uso ou não uso dos medicamentos. Os profissionais da área de saúde devem conhecer os tipos de problemas farmacoterapêuticos que podem ser identificados, resolvidos e principalmente prevenidos, além de suas causas e conseqüências.

Tempo de Duração: 1 hora.

Importante: Este conteúdo se refere ao conteúdo da palestra realizada no dia 03/2011. Os dados para acesso serão enviados após a confirmação de inscrição.

A quem se destina

Destina-se a farmacêuticos ou a acadêmicos deste curso de graduação que atuam ou desejam atuar na prestação de serviços farmacêuticos clínicos e na elaboração de procedimentos padrão para sua realização em farmácias e drogarias. Indicado, também, para docentes dos cursos de graduação e pós-graduação em Farmácia.
Ideal para profissionais que atuam ou desejam atuar em:

  • Farmácias e Drogarias;
  • Unidades e Centros especializados Municipais e Estaduais de Saúde;
  • Assistência domiciliária;
  • Atividades de docência na área farmacêutica.

Enfermeiros e médicos, além de estudantes destes cursos de formação e áreas afins. Indicado, também, aos docentes dos cursos de graduação e pós-graduação e a outros profissionais que trabalham com assuntos relacionados a este tema.

Objetivos

  • Proporcionar conhecimentos e promover reflexão acerca dos problemas farmacoterapêuticos (problemas relacionados a medicamentos);
  • Apresentar os principais problemas farmacoterapêuticos que podem ser encontrados na prática clínica (suas causas e conseqüências) e a importância da participação do farmacêutico junto a outros profissionais de saúde na sua prevenção ou manejo;
  • Que os profissionais conheçam os tipos de problemas farmacoterapêuticos (problemas relacionados com medicamentos), suas causas e conseqüências;
  • Que saibam como identificar, resolver e previnir os diferentes problemas farmacoterapêuticos.

Conteúdo programático

  • Problemas relacionados com o uso (ou a necessidade de uso) de medicamentos como fator precedente da morbi-mortalidade;
  • Tipos e causas de problemas relacionados com medicamentos;
  • Alterações fisiológicas ou bioquímicas como conseqüência de problemas relacionados com medicamentos;
  • Diferentes classificações de Problemas relacionados com medicamentos;
  • Alterações fisiológicas do paciente e sua possível influência sobre o efeito dos fármacos;
  • Alterações nutricionais e sua possível influência sobre o efeito dos fármacos;
  • Interações medicamentosas de importância clínica e seu manejo para prevenção de problemas farmacoterapêuticos;
  • Erros de medicação (condutas profissionais) como causas de problemas farmacoterapêuticos: erros de prescrição, erros por omissão, erro de administração, erro de formulação, erro de dulcificação;
  • Não adesão a farmacoterapia (falta de acesso, falta de instruções, dificuldades no uso, e automedicação (condutas do usuário) como causa de problemas farmacoterapêuticos.

Os medicamentos têm sido desenvolvidos e se utilizam para produzir resultados terapêuticos positivos, o que implica na ausência de problemas relacionados com medicamentos (PRM). A capacitação para a compreensão dos conceitos e dos diversos tipos de PRM, que podem ser detectados na prática clínica, propicia que os profissionais de saúde possam reconhecê-los precocemente, antes que estes produzam morbidade e mortalidade, e, ao mesmo tempo, pode contribuir para reduzir riscos aos pacientes e promover a segurança do tratamento farmacológico.

MSc. Gladys Marques Santana
Farmacêutica Membro do Grupo de Investigación en Farmacoterapia y Atención Farmacéutica de la Universidad de Sevilla (Espanha).