Topo Páginas CEC

Farmacoeconomia

Foco em Tecnologias em Saúde

O curso tem como objetivo apresentar os fundamentos conceituais da Farmacoeconomia e as Metodologias utilizadas nos Estudos de Avaliação Econômica de Medicamentos, bem como, discutir a aplicação dos Modelos Farmacoeconômicos como suporte para a análise e a tomada de decisões sobre a incorporação, retirada ou alteração de Tecnologias em Saúde.

Presencial EAD Turma Datas
São Paulo (SP)
Sede do Instituto Racine
Via Internet-Telepresencial Registre o seu Interesse

Aulas (Datas Previstas): 03, 04/03 e 07/04/2018 (das 09h às 13h).

 

Registre o seu Interesse

  • A Quem se Destina

    Profissionais de diferentes campos do conhecimento com formação em Ciências da Saúde (Farmácia, Enfermagem, Medicina, Odontologia, Biomedicina, entre outros), em Ciências Humanas (Economia, Administração, Direito, entre outros) ou em Ciências Exatas (Bioestatística, Estatística) que pretendam atuar na equipe de tomada de decisões sobre Tecnologias em Saúde, no setor público ou privado. Indicado, também, a docentes e estudantes de cursos graduação e pós-graduação nas áreas citadas.


    Perfil Profissional

    O termo “Tecnologia em Saúde” abrange todo produto ou serviço que envolve algum grau de elaboração e agregação tecnológica e científica para aplicação na saúde, incluindo medicamentos, equipamentos de suporte e manutenção da vida, equipamentos de diagnósticos e tratamentos, testes diagnósticos e softwares de gerenciamento em saúde, entre outros.

    O processo decisório de incorporação, retirada ou alteração tecnológica é feito por meio de Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS). Esse processo, que busca a promoção e a proteção da saúde da população assistida, é realizado a partir dos dados obtidos de uma série de estudos desenhados para permitir a análise dos vários fatores a serem avaliados a respeito da tecnologia em questão.

    Em um contexto em que os recursos financeiros em saúde são finitos e as opções de tecnologias cada vez maiores, os Estudos Farmacoeconômicos tornam-se instrumentos poderosos para auxiliar na avaliação do impacto das tecnologias na sustentabilidade do sistema de saúde, tanto privados quanto públicos.

    Do ponto de vista do Sistema Único de Saúde (SUS), o processo foi aprimorado e fortalecido a partir da Lei n° 12.401 – MS, publicada em 29/04/2011, que criou a Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (CONITEC), que tem como atribuição assessorar o Ministério da Saúde (MS) na incorporação, exclusão ou alteração de Tecnologias em Saúde, sejam elas novos medicamentos, produtos ou procedimentos, bem como na constituição de protocolos clínicos e diretrizes terapêutica, tornando obrigatória a realização de avaliação econômica como parte do fluxo de ATS.

    Assim, a demanda por profissionais com capacidade de avaliar criticamente os resultados dos Estudos Farmacoeconômicos na ATS e, assim, contribuir para uma definição mais assertiva e sustentável dos recursos tecnológicos disponíveis para serem utilizados em saúde, está crescendo no setor público – em Secretarias de Saúde, Hospitais, Gerência de Programas de Saúde, Departamentos Técnicos envolvidos com ATS, no setor privado – em Indústrias Farmacêuticas, Hospitais, Operadoras de Saúde, Consultorias e no setor acadêmico – onde crescem as investigações econômicas de Novas Tecnologias, o que justifica fortemente a capacitação profissional nesta temática.

  • Programa do Curso

    Componentes Curriculares
    Introdução à Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS): Definição e Conceitos; Objetivos e Perspectivas.  2h
    Avaliação Econômica em Saúde: Fundamentos, Conceitos, Importância e Definições.  2h
    Introdução à Farmacoeconomia: Estudos Farmacoeconômicos; Custos; Taxas de Desconto; Utilidade; QALYs; Custo-Minimização; Custo-Efetividade; Custo-Benefício; Custo-Utilidade; Impacto Orçamentário.  8h
    Análise de Decisão: Árvores de Decisão; Modelos de Markov; Conceitos de Estatística; Análise de Sensibilidade; Fontes de Dados Clínicos e suas Limitações. 4h
    Estudos de Casos: Análise de Casos; Discussão de Estudos e Pareceres Técnico-Científicos; Prática de Desenvolvimento de Estudos de Custo-Efetividade. 4h
    CARGA HORÁRIA TOTAL 20h

    O Instituto Racine se reserva no direito de inverter disciplinas, assim como substituir docentes, de acordo com a construção do calendário, respeitando a carga-horária total do curso. Nestes casos, os alunos serão informados com antecedência.


    Competências Desenvolvidas no Egresso

    Ao término do curso, o profissional será capaz de:

    • Compreender os conceitos básicos de Farmacoeconomia;
    • Entender o uso das análises de decisão em Estudos Farmacoeconômicos;
    • Entender e estruturar Modelos de Markov e entender suas vantagens e limitações;
    • Entender os conceitos de Análise de Sensibilidade;
    • Compreender as incertezas relativas aos parâmetros farmacoeconômico de cada modelo analisado;
    • Estruturar problemas e coletar dados para realização de Análise Farmacoeconômica;
    • Estruturar Árvores de Decisão e Calcular Custos e Desfechos Médios;
    • Avaliar criticamente os Estudos Farmacoeconômicos e Pareceres Técnico-Científicos;
    • Comparar as vantagens e limitações da utilização de dados provenientes de Estudos Clínicos Randomizados, Não Randomizados e Retrospectivos.
  • Dias e Horários

    Turma SP/EAD Telepresencial
    Sábado (09h00 às 18h00). Domingo (08h00 às 17h00).

    Coordenação

    Maria Eugênia Carvalhaes Cury
    Farmacêutica, graduada pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUCCAMP). Mestre em Educação do Ensino Superior pela Faculdade de Educação da PUCCAMP. Especialista em Planejamento e Gerenciamento em Saúde pela Faculdade de Ciências Médicas da PUCCAMP. Especialista em Atenção Farmacêutica – Formação em Farmácia Clínica pelo Instituto Racine. Possui quinze (15) anos de experiência em docência, atuando como professora e Coordenadora do Curso de Ciências Farmacêuticas da PUCCAMP, cinco (05) anos como farmacêutica da Secretaria de Saúde da Prefeitura de São Paulo, sete (07) anos como Gerente Geral de Monitoramento de Produtos Sujeitos à Vigilância Sanitária na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Atua como Coordenadora de Cursos e no Desenvolvimento de Projetos Educacionais no Instituto Racine.

Farmacêuticos regularmente inscritos no CRF-SP
têm 25% de desconto nas parcelas deste curso.

 

Farmacêuticos regularmente inscritos no CRF-AL
têm 25% de desconto nas parcelas deste curso.