Topo Páginas CPG

Fitoterapia Clínica Aplicada

Para Nutricionista

O Curso Intensivo “Fitoterapia Clínica Aplicada” tem como objetivo promover atualização científica sobre medicamentos fitoterápicos e plantas medicinais, com base nas evidências científicas disponíveis, de forma a contribuir para capacitar nutricionistas para o exercício da indicação/prescrição desse recurso terapêutico de modo seguro e ético, de acordo com as normativas vigentes em cada um dos âmbitos profissionais específicos.

Este curso aborda de forma clara e objetiva os conhecimentos fundamentais sobre Fitoterápicos e Plantas Medicinais para o entendimento de suas características, potencialidades e limitações. Além disso, apresenta as bases clínicas para sua indicação/prescrição pelo nutricionista, bem como as bases farmacológicas e fitoterapêuticas que devem nortear as escolhas possíveis na prática clínica. Os conteúdos são desenvolvidos com Base no Mercado de Trabalho que se abre para nutricionistas a partir da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC) no Sistema Único de Saúde (SUS) e das possibilidades de atuação no setor privado, a partir das resoluções dos Conselhos de Classe de Nutrição.

Presencial EAD Turma Início das Aulas
São Paulo (SP)
Sede do Instituto Racine
Via Internet 16/Abril/2019

.

Valor e Formas de Pagamento Inscrição Online

 

  • Perfil Profissional / Mercado de Trabalho

    Fitoterápico, de acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, são medicamentos obtidos a partir de plantas medicinais, empregando-se exclusivamente derivados de droga vegetal (extrato, tintura, óleo, cera, exsudato, suco e outros), sendo caracterizado pelo conhecimento de sua eficácia clínica e dos riscos inerentes a seu uso, assim como pela reprodutibilidade e constância da qualidade tanto das materiais primas utilizadas em sua formulação quanto do produto acabado.

    Infelizmente, o estado da arte de muitos dos fitoterápicos e plantas medicinais utilizados no país pela população está fundamentado somente no uso popular não estando atrelados à comprovação pré-clínica e clínica de sua eficácia e segurança.

    Uma preocupação em saúde pública em relação a utilização desses produtos em vários países do mundo advém do fato de que seu uso é, muitas vezes, associado ao conceito de inocuidade, de forma que está estabelecido pelo senso comum que se não fizerem bem certamente não causarão dano, pois são produtos “naturais”. Somado a isso, muitas pessoas não consideram estes produtos como medicamentos e há grande probabilidade de que parte considerável de seus usuários não informe aos profissionais de saúde que os utilizam. Essa omissão de informação pode ser responsável por acidentes importantes aos pacientes dependendo da farmacoterapia conjunta que utilizem ou venham a utilizar.

    Por outro lado, o conhecimento dos profissionais de saúde acerca da fitoterapia é limitado e os estudantes de graduação normalmente não tem sua formação focada nessa classe de produtos, o que também dificulta que seu uso seja seguro e racional na sociedade.

    Atualmente, a utilização de fitoterápicos vem ganhando a cada dia mais espaço na prática clínica, tanto em função dos avanços ocorridos na área científica, que permitiram o desenvolvimento de produtos reconhecidamente seguros e eficazes, quanto devido a uma forte tendência de busca, pela população, por terapias que considere menos agressivas para resolver seus problemas de saúde, o que tem levado ao aumento da automedicação e de sua prescrição/indicação.

    É por esta razão e também pelo fato de que o uso de medicamentos de origem vegetal e plantas medicinais não são isentos de risco, que nutricionistas precisam atualizar seus conhecimentos nesta área, capacitando-se para exercer sua prática clínica com ética, qualidade e segurança para o paciente.

    O mercado de trabalho para profissionais que atuam neste campo é amplo, podendo ser exercido em clínicas, no serviço público de saúde, na assistência domiciliar.

  • A Quem se Destina

    Nutricionistas e estudantes de graduação que atuem ou têm interesse em atuar com a utilização dos fitoterápicos e plantas medicinais, tanto no âmbito público quanto privado. Também é útil para docentes de graduação de ambos os cursos.

  • Competências Desenvolvidas no Egresso

    Ao término do curso, o aluno será capaz de:

    • Compreender como os fitoterápicos são pesquisados, sintetizados, produzidos, purificados e identificados, tanto sob o ponto de vista fármaco-botânico quanto de controle de qualidade;
    • Compreender as Políticas Públicas relacionadas a Fitoterápicos e o Mercado da Fitoterapia no Brasil e no Mundo;
    • Conhecer a legislação pertinentes a prática clínica dos nutricionistas em relação a fitoterápicos e plantas medicinais;
    • Conhecer as bases farmacológicas da fitoterapia: mecanismo de ação, indicações, contraindicações, eventos adversos e toxicológicos, interações com medicamentos e alimentos;
    • Compreender os princípios da prescrição baseada em evidência e os avanços e dificuldades existentes no campo da fitoterapia;
    • Conhecer as apresentações de fitoterápicos disponíveis no mercado: rotulagem e formas farmacêuticas;
    • Aplicar conceitos de semiologia e protocolos para a identificação de sintomas autolimitados de forma a possibilitar tomadas de decisão seguras quanto ao uso ou não de fitoterápicos isentos de prescrição médica;
    • Orientar o paciente em relação aos cuidados no uso de fitoterápicos;
    • Contribuir para a utilização segura de fitoterápicos tanto nos âmbitos dos serviços de saúde e do domicílio;
  • Temas Desenvolvidos no Curso

    Componentes Curriculares Carga Horária
    Introdução a Fitoterapia.  2h
    Interações Medicamentosas em Fitoterapia  2h
    Prescrição de Fitoterápicos.  4h
    Fitoterapia no Sistema Gastrintestinal.  8h
    Fitoterapia na Obesidade e suas Comorbidades.  8h
    Fitoterapia no Sistema Imunológico e Respiratório.  4h
    Fitoterapia na Estética.  4h
    Fitoterapia na Ansiedade e na Depressão.  8h
    Fitoterapia no Esporte. 4h
    CARGA HORÁRIA TOTAL 60h
  • Dias e Horários

    Turma SP / EAD Periodicidade
    Segunda-Feira (18h30 às 22h30) Aulas semanais.

    Conforme a construção do calendário, as aulas podem ocorrer em período integral ou parcial.


    Coordenação

    Viviane do Lago Nakazato

    Nutricionista, graduada em Nutrição pelo Centro Universitário São Camilo. Especialista em Adolescência para Equipe Multidisciplinar pela Universidade Federal de São Paulo. Experiência com atendimento nutricional em consultório desde 2001, realizando avaliação antropométrica, dietética e de exames complementares, com objetivo de personalizar e adequar da melhor maneira o tratamento nutricional. Atuação em escolas de educação infantil realizando controle higiênico das operações de cozinha, elaboração de manual de boas práticas e Procedimentos Operacionais Padrão, além do acompanhamento e orientação nutricional dos alunos. Coordenadora e docente do Instituto Racine.


    Corpo Docente

    Os professores que integram o corpo docente do Instituto Racine são titulados e/ou qualificados, congregando competências técnicas e humanistas à visão sistêmica das perspectivas sócio-ambientais e mercadológicas das áreas em que atuam. São doutores, mestres, especialistas e/ou docentes com vasta experiência profissional.