Topo Páginas CPG

Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS)

O curso tem como objetivo capacitar profissionais para atuarem na Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS), por meio do conhecimento e compreensão dos conceitos básicos e das metodologias utilizadas para a condução e interpretação de resultados de estudos científicos, com vistas à incorporação, exclusão ou alteração desses recursos, pelas instituições, sejam elas públicas ou privadas.

As Tecnologias para aplicação em Saúde, tais como, medicamentos, equipamentos de suporte e manutenção da vida,equipamentos de diagnóstico e tratamento, testes diagnósticos e softwares de gerenciamento em saúde, entre outros, envolvem graus distintos de elaboração e agregação tecnológica e científica.

Presencial EAD Turma Início das Aulas
São Paulo (SP)
Sede do Instituto Racine
Via Internet – Telepresencial 17/Abril/2018

 

Valores e Forma de PagamentoClique Aqui e Faça sua Inscrição Online

 

  • Perfil Profissional / Mercado de Trabalho

    O processo decisório de incorporação tecnológica é feito por meio de Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS) e busca a promoção e a proteção da saúde da população assistida. A Avaliação de Tecnologias em Saúde é a síntese do conhecimento produzido sobre as implicações da utilização das tecnologias e constitui subsídio técnico importante para a tomada de decisão sobre difusão, incorporação, exclusão ou alteração de tecnologias em saúde e se utiliza de evidências científicas (segurança, eficácia, efetividade, eficiência), avaliação de impactos econômicos, analise das questões éticas, sociais e logísticas de modo a subsidiar o processo de avaliação e incorporação de tecnologias.
    Para a realização deste processo é necessário que se tenha conhecimento sobre o balanço de benefícios e riscos das novas tecnologias, assim como seu impacto na sustentabilidade do Sistema de Saúde. O processo de incorporação de tecnologias é tema necessário e relevante tanto para o Sistema de Saúde, tanto no âmbito Público quanto no âmbito Privado. No Brasil, o Sistema Único de Saúde (SUS), teve o processo de ATS foi aprimorado e fortalecido a partir da publicação da Lei nº 12.401/2011 que criou
    a Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologia no SUS (CONITEC), que tem como atribuição assessorar o Ministério da Saúde na incorporação, exclusão ou alteração pelo SUS de novos medicamentos, produtos e procedimentos, bem como na constituição de protocolos clínicos e diretrizes terapêuticas.
    A capacitação de profissionais com competência para realizar Avaliação de Tecnologias em Saúde é fundamental para que o trinômio Eficácia/Segurança/Custo seja aplicado de forma alinhada às necessidades de melhoria na qualidade da assistência e racionalização de custos. Logo, o mercado de trabalho é expressivo para profissionais com esta qualificação, seja em instituições de saúde (públicas ou privadas), seja em empresas produtoras ou distribuidoras dessas tecnologias utilizadas.

  • A Quem se Destina

    Profissionais da área de saúde, em especial farmacêuticos, biomédicos, enfermeiros, médicos, entre outros, da engenharia clínica, da economia e do direito, atuantes nos setores público ou privado, que tenham interesse em adquirir conhecimento sobre os conceitos e metodologias envolvidos na Avaliação de Tecnologias em Saúde, para atuar seja em instituições de saúde (públicas ou privadas), seja em empresas produtoras ou distribuidoras dessas tecnologias utilizadas. Indicado, também, a estudantes e docentes de cursos de graduação e pós-graduação das áreas do conhecimento citadas.

  • Competências Desenvolvidas no Egresso

    Ao término do curso, o profissional será capaz de:

    • Compreender os conceitos básicos, a condução e a aplicação da Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS);
    • Compreender a metodologia dos diferentes desenhos de estudo utilizados para Avaliação de
    • Tecnologias em Saúde;
    • Buscar, analisar criticamente e utilizar informações da literatura especializada para subsidiar elaboração de estudos em Avaliação de Tecnologias em Saúde;
    • Identificar problemas metodológicos em estudos de Avaliação de Tecnologias em Saúde;
    • Aplicar ferramentas metodológicas para Avaliação de Tecnologias em Saúde;
    • Reconhecer a importância da Avaliação de Tecnologias em Saúde para os Sistemas de Saúde.
  • Temas Desenvolvidos no Curso

    Programa do Curso Carga Horária
    Introdução à Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS): Histórico, Importância, Definições e Conceitos Básicos. Objetivos e Perspectivas. Classificação e Ciclo de Vida das Tecnologias em Saúde. Descrição das Etapas Relacionadas à Avaliação de Tecnologias em Saúde. 12h
    Desenvolvimento da Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS) no Mundo e no Brasil: Histórico e Políticas de Incorporação de Tecnologias. Estrutura, Fluxos e Exigências de Incorporação de Tecnologias no SUS.  04h
    Estudos Clínico-Epidemiológicos Utilizados em Avaliação de Tecnologias em Saúde: Introdução; Fontes de Informação e Classificação dos Estudos; Características, Potencialidades e Limitações; Elementos da Análise Crítica de: Ensaios Clínicos Randomizados, Estudos de Coorte, Caso-Controle, Transversal, Observacional
    Longitudinal, Quase-Experimental, Série de Casos, Caso Único, Pareceres e Relatórios Técnicos.
     16h
    Avaliação de Evidência Científica em ATS: Principais Elementos da Interpretação e da Síntese da Evidência Científica em ATS; Métodos de Síntese da Evidência: Revisão Sistemática e Metanálise; Análise Econômica: Tipos e Aplicabilidades; Opinião em Grupo e Conferência de Consenso: Características e Aplicabilidade. 16h
    Desafios à Avaliação de Tecnologias em Saúde: Resultados da Avaliação de Tecnologias em Saúde: Formulação de Evidências e Recomendações; Disseminação dos Resultados; Monitoramento dos Resultados e das Recomendações; Elementos Epidemiológicos, Sociais e Econômicos que Interferem na Avaliação de Tecnologias em Saúde; Diversidade Epidemiológica e Cultural; Modelo de Atenção à Saúde; Atores a Serem Envolvidos em ATS; Destinação de Recursos; Diversidade Epidemiológica e Cultural. Atendimento às Necessidades do Sistema de Saúde.  16h
    CARGA HORÁRIA TOTAL  64h

    Atividades Práticas

    Serão realizados exercícios em sala de aula voltados à Análise Crítica dos Estudos Clínico-Epidemiológicos, à Avaliação do Grau de Evidência Científica e ao Estudo de Casos de Avaliação de Tecnologias em Saúde.

  • Dias e Horários (GMT – 03H00) Brasília

    Turma Presencial (SP) / EAD Periodicidade
    Terças-feiras (18h30 às 22h30). Aulas Semanais.

    Conforme a construção do calendário, as aulas podem ocorrer em período integral ou parcial.


    Coordenação

    Maria Eugênia Carvalhaes Cury
    Farmacêutica, graduada pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUCCAMP). Mestre em Educação do Ensino Superior pela Faculdade de Educação da PUCCAMP. Especialista em Planejamento e Gerenciamento em Saúde pela Faculdade de Ciências Médicas da PUCCAMP. Especialista em Atenção Farmacêutica – Formação em Farmácia Clínica pelo Instituto Racine. Possui quinze (15) anos de experiência em docência, atuando como professora e Coordenadora do Curso de Ciências Farmacêuticas da PUCCAMP, cinco (05) anos como farmacêutica da Secretaria de Saúde da Prefeitura de São Paulo, sete (07) anos como Gerente Geral de Monitoramento de Produtos Sujeitos à Vigilância Sanitária na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Atua como Coordenadora de Cursos e no Desenvolvimento de Projetos Educacionais no Instituto Racine.

Farmacêuticos regularmente inscritos no CRF-SP
têm 25% de desconto nas parcelas deste curso.

 

Farmacêuticos regularmente inscritos no CRF-AL
têm 25% de desconto nas parcelas deste curso.